{ background: black }

domingo, novembro 14, 2004

Bent - The Everlasting Blink (2003)

 pelO Puto 


Ao segundo esforço, o duo britânico formado por Simon Mills e Nani Tolliday conseguiram atingir um estado de graça e elegância, feito que não conseguiram no algo desequilibrado “Programmed to Love”, de 2001. Aproximam-se, por vezes, de referências de outrora, como os Air ou os Zero 7, mas assumem uma identidade mais própria.
O som é mais estruturado, mais suave, menos cacofónico, mais orgânico, mais embelezado, muito à custa de belos excertos e samples, com destaque para as belíssimas orquestrações. As fontes vão desde a música clássica ao country, do jazz à música infantil, de David Essex à Nana Mouskouri, contando ainda com as colaborações de Jon Marsh (The Beloved) na voz e de BJ Cole na “pedal steel guitar”.
É de lhes reconhecer a forma como reutilizam de forma engenhosa as instrumentações alheias e lhe conferem um cunho pessoal e actual.
Destaques para as faixas “King Wisp”, “So Long With You” e do mui dançável single “Magic Love”.
E já têm mais um álbum recém-editado, “Aerials”.
http://www.bent-world.com/

1 Comments:

Blogger Harry_Madox disse...

King Wisp foi a canção que mais vezes ouvi na temporada 2003/2004. Garantidamente!

17/11/04 11:02 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home