{ background: black }

sexta-feira, outubro 07, 2005

Ladytron - Witching Hour (2005)

 pelO Puto 


À terceira é de vez. O novo álbum de originais deste quarteto consegue um equilíbrio e uma maturidade que não conseguiu atingir nos registos anteriores. Da pop electrónica despreocupada do primeiro registo ("604") extraíram as imperfeições, e de "Light & Magic" (título irónico, não?) retiram algum do negrume, conjugando assim o melhor dos dois mundos. Os temas estão mais libertos, as vozes mais trabalhadas, com melodias mais complexas mas não menos apelativas, e os ritmos mais polidos. Há quem não veja nisso uma vantagem, mas são opiniões, tal como a minha. A dose certa de melancolia, muito ajudada pela atmosfera das guitarras (novidade!), contribui bastante para a solidez e beleza das canções que nos entregam, prendendo o ouvinte do início ao fim do álbum. Tudo isto e a audição compulsiva levam-me a crer que é o melhor álbum deles até agora. Serão os Ladytron os novos Depeche Mode?
http://www.ladytron.com/
Amostras: Destroy Everything You Touch | International Dateline | The Last One Standing

8 Comments:

Blogger nel colaça disse...

É um dos melhores do ano!

7/10/05 11:57 da manhã  
Blogger playlist disse...

Muito bom,gosto bastante..

7/10/05 1:48 da tarde  
Blogger Spaceboy disse...

Conseguiram atingir um equilibrio que os favorece bastante. Também acho que é o melhor deles. «Destroy Everything You Touch» é já um dos singles do ano.

7/10/05 2:45 da tarde  
Blogger gonn1000 disse...

Epá, mas só eu é que ainda não ouvi isto ??? :(

7/10/05 3:37 da tarde  
Blogger O Astronauta disse...

Não são os novos Depeche Mode (aliás, sempre estiveramm mais próximo dos Human League, OMD e por aí fora...), até porque ainda lhes falta comer muito pãozinho (eh...eh...) e os DM ainda estão aí para as curvas e para ensinar muita coisa a muito boa gente. Agora, que ninguém tenha dúvidas, os Ladytron sempre foram uma grande banda. Não o são há 15 dias. Não se tornaram, bons de um momento para o outro. E tu sabes disso Puto. Agora, concordo que este é o disco mais consistente e inspirado deles. Sem dúvida...

7/10/05 4:16 da tarde  
Blogger O Puto disse...

Caro Astronauta: claro que os Ladytron não se tornaram bons de um momento para o outro, pois, tal como tu, sempre apreciei a música deles, mas apenas refinaram as suas composições.
A comparação com os Depeche Mode veio-me à cabeça por causa da evolução das duas bandas que tem algo em comum (a tendência progressiva para a melancolia, a introdução das guitarras, etc.). Não me referia só à sonoridade, nem ponho em causa a enorme importância dos DM (ontem e hoje), dos quais gosto muito. E concordo que os Ladytron teriam que comer muita sopa se almejassem ser como eles. Mas ainda são muito novinhos, coitadinhos.
Abraço!

7/10/05 6:51 da tarde  
Blogger O Astronauta disse...

Está dito..e bem dito! Abraços!

9/10/05 2:36 da manhã  
Blogger Atomo! disse...

ainda não 'tive coragem' de ouvir o novo Ladytron, estou ainda muito preso aos outros albuns e com algum medo de me desiludir... de qualquer das formas acho que são mais uns novos human league... com a vantagem de já terem mais albuns 'decentes' dos do que o que a banda citada em cima.

12/10/05 10:32 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home