{ background: black }

sexta-feira, outubro 12, 2007

The National - Boxer (2007)

 pelO Puto 



Os The National já tinham dado que falar com “Alligator”, disco incisivo e emocional que evidenciava um fenómeno emergente, que ganhou alguma visibilidade só a partir do terceiro álbum. Aqui estamos perante um resultado pouco demarcado, algures entre um cenário luxuriante construído com poucos meios e uma modéstia que deixa antever um coração afável e complexo. O novo disco intensifica e aprimora todo este conceito, estabelecendo-os como uma banda de culto digna desse estatuto.
Não existe nenhuma fórmula evidente na música dos National, mas, como técnico que sou, tento sempre contabilizar as partes que originam um todo maior. A voz grave e sorumbática de Matt Berninger suporta na perfeição a espessura lírica, algures entre Stuart Staples e Ian Curtis. É inevitável, porém redutor, dizer que eles se movem no eixo imaginário, apesar de pouco extenso, que separa os Tindersticks dos Joy Division, mas essas duas figuras surgiram-me quando os ouvi pela primeira vez, e as primeiras impressões são, não poucas vezes, remanescentes. O certo é que a composição está melhor que nunca e a secção rítmica apresenta uma maior robustez e desembaraço, o que concede ao conjunto uma energia arrebatadora, semelhante a uma paixão compulsiva. O abalo daí resultante mexe não só com o miocárdio mas também com o resto do corpo. É essa uma das grandes mais-valias deste registo.
Não será propriamente um soco no estômago, como o título poderia sugerir, mas poderia muito bem simbolizar a comoção com que observamos De Niro em “Raging Bull”. Um dos discos do ano, que cativa um público cada vez maior.
Sítio oficial dos The National
The National no MySpace
Videoclip de "Mistaken For Strangers"
Videoclip de "Apartment Story"
Amostras: Fake Empire | Brainy | Guest Room

6 Comments:

Blogger O Tipo disse...

O ambiente austero que perspaça tem o seu contaponto nas orquestrações luxuriantes. Conseguiram fazer um álbum ainda melhor que o Alligator. O começo é logo arrebatador com o Fake Empire, muito bom mesmo.

12/10/07 5:36 da tarde  
Blogger luís disse...

Muita linda aquela do miocárdio. O meu miocárdio adora este álbum também.

12/10/07 6:06 da tarde  
Blogger M.A. disse...

Em relação a ser melhor que o "Alligator", tenho a minhas reservas. Mas que é um excelente disco, lá isso é. E o "Mistaken for strangers" é uma das minhas canções do ano.
By the way, belo texto!

12/10/07 6:58 da tarde  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Interessante esta tua opinião sobre 'Boxer' assinando por baixo que não será propriamente um "soco no estômago". O álbum é bastante bom, na minha opinião, pese embora alguns momentos mais bad mood. Para mim, não ultrapassou 'Alligator'.

"Apartment Story" é para mim o melhor tema do álbum e um dos temas de 2007! :))

Hugzz!

13/10/07 1:05 da tarde  
Blogger bruno .b.c disse...

essa nota sobre a secção rítmica, podendo resultar en passant para alguns (ou não), é, parece-me, o dedinho na ferida (que é como quem diz o ponto vivo, e simultaneamente subtil). prova-o logo o tema fake no início, com acentuações irregulares entre si e ritmos compostos, que (fazendo lembrar certas estratégias do mais clássico minimalismo) geram um fluxo lírico, onde, sem socos, de facto, somos levados (porque nele afinal somos).

15/10/07 12:05 da manhã  
Blogger bruno .b.c disse...

esquecia-me de um abraço.
(sexta, a ver se marco presença no incógnito. ainda não te ouvi. estou curioso)

15/10/07 12:08 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home