{ background: black }

domingo, abril 10, 2005

Bloc Party - Silent Alarm (2005)

 pelO Puto 


Como tinha referido há já algum tempo o anfitreão do Substrato, esta banda britânica ainda ia dar que falar, e o sucesso e os elogios da crítica estão aí para o confirmar. São um caso atípico na cena musical britânica, apesar da insistência em colá-los a um qualquer movimento ou sub-género, mas a invulgaridade reside no sucesso que o seu som algo difícil originou.
Segundo o que afirmam no seu site, este colectivo multi-racial retira a sua inspiração da cultura pop, desde 1976 até aos dias presentes. Mas não considero "Silent Alarm" uma obra pop (apesar de popular), no sentido em que não é no apelo vocal do formato canção nem nas melodias convencionais que se encontra a grande valência deste trabalho de estreia. As estruturas repetitivas e atmosféricas das guitarras, a bateria ágil e musculada e a forma pouco usual com que Kele Okereke utiliza a sua voz são algumas qualidades que se destacam, e a beleza bizarra que daí resulta é encantadora. Existem alguns namoros com a pop mais convencional ("This Modern Love", "So Here We Are"), apelos à dança mais explícitos ("Banquet", "Price Of Gas"), mas a obra, de uma forma geral, investe no menos óbvio, e o arrojo daí consequente é bem mais arty que o fenómeno defendido pela imprensa britânica (e não só). A comparação insistente e irritante com outras bandas, apesar de não ser totalmente descabida, é demasiado redutora.
http://www.blocparty.com/

9 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

por acaso prefiro o ep. O_o este álbum desiludiu-me um pouquito.

becksfan

11/4/05 11:24 da manhã  
Blogger gonn1000 disse...

Já o ouvi 2 ou 3 vezes e ainda não me cativou muito. Talvez daqui a algum tempo...

11/4/05 12:38 da tarde  
Blogger FDV disse...

ouvi de esguelha. audição mais atenta poderá ser mais proveitosa.

cumprimentos

11/4/05 3:38 da tarde  
Blogger lyric disse...

Eu simplesmente adorei... este é de facto um album de extremos: os se gosta, ou se detesta.

Tks pela visita no novo blog ;)

12/4/05 1:28 da tarde  
Blogger O Puto disse...

A cada audição gosto mais do álbum.

12/4/05 1:47 da tarde  
Blogger I'm No Lady disse...

Ainda não tive oportunidade de o ouvir todo. Mas adorei o que ouvi. Já agora faço a pergunta que faço sempre: alguém conhece Tim Hutton? É um dos meus mais-que-tudo na música e ainda não conheci ninguém que saiba quem é!

12/4/05 11:42 da tarde  
Blogger O Puto disse...

Do pouco que conheço de Tim Hutton, destaco o excelente disco do projecto Soul Ascendants - "Variations" de 1999 - que comprei na altura.

13/4/05 12:07 da manhã  
Blogger Kushinada San disse...

Sem duvida um grande album.Melhor que isso só adivinhares quem sou eu.
Quem sou eu??????
visita-me

14/4/05 8:07 da tarde  
Blogger O Puto disse...

Ao FUmanchu: visitei o teu blog, e devo-te dizer que "Loveless" é um dos álbuns da minha vida.
Ainda não descobri quem és. Não queres dar uma pista?
E porque não permites comentários de não-membros no teu blog?

15/4/05 1:52 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home