{ background: black }

sexta-feira, outubro 26, 2007

Há 10 anos é que era bom!

 pelO Puto 



Há tempos ouvi alguém dizer ou li nalgum sítio que o ano de 2007 não estava a ser nada de extraordinário em termos de edições discográficas, tal como o ano de 1997 não o tinha sido. Até posso concordar com a primeira, mas a segunda contraponho com um punhado (ou mais) de muito bons e excelentes discos, como o dos Radiohead, dos Spiritualized, dos Swell, dos Primal Scream, da Björk, dos Yo La Tengo ou dos Blur, entre outros.
Não quero com isto parecer saudosista. Apenas me apeteceu constatar e concretizar isto tudo num post.

24 Comments:

Blogger PUTO disse...

Pá tens certa razão!
Este ano pouca coisa me captou as antenas.
Obrigado pelas recordações, e por me lembrares que tb já passaram 10 anos... :(

26/10/07 9:50 da tarde  
Blogger Marcus Pessoa disse...

Realmente é um conjunto respeitável de discos, este que você colocou no mosaico.

Vamos ver quais de 2007 sobreviverão ao tempo como esses...

26/10/07 10:39 da tarde  
Blogger O Astronauta disse...

O mais certo é daqui a 10 anos alguém estar a dizer/escrever o mesmo em relação a 2007. Porque será que, regra geral, damos sempre mais valor ao passado que ao presente?
Cheers.

27/10/07 1:28 da manhã  
Blogger Hugo disse...

Assino por baixo no comentário do astronauta.

27/10/07 4:45 da manhã  
Blogger bebe disse...

Somos de facto um povo saudosista...

Mas temos que assumir que o quadro do puto esta um espanto... nao consigo dizer que nao gosto de nenhum, ou que nao sao, e foram no seu tempo grandes discos, alguns ate, muito a frente do seu tempo!

Cheers,

bebe

27/10/07 1:41 da tarde  
Blogger gonn1000 disse...

97 foi bom sim senhor, mas 98 foi ainda melhor, um excelente ano para a música.
Mesmo assim desses que aí tens há alguns que me marcaram bastante na altura, como o dos Dandy Warhols, Bran Van 3000 ou Prodigy. Já não percebo é que fazem aí os Verve ou os Cornershop :P

27/10/07 11:11 da tarde  
Blogger Nelson disse...

so para acrescentar mais alguns,

Elliott Smith "Either/Or"
OP8 "Slush"
Stereolab "Dots and Loops"
The Divine Comedy "A Short Album About Love"
Smog "Red Apple Falls"

28/10/07 6:13 da manhã  
Blogger huguito disse...

isso é relativo, eu acho q este ano saiu muita musica boa, muito boa mesmo, o de "97", foi muito bom , como foi o de "96", "95", e etc...mas já q falamos de "97", aqui fica os originais q comprei nesse ano...e os meus preferidos desse ano, lógico!
- suede- "coming up"
- suede- "sci-fi lullabies"
- blur - " blur"
- david bowie-"Earthling"
- pavement- "brighten the corners"
- bjork- "homogenic"
- radiohead- "ok computer"
- the verve- "human hymns"
- tindersticks-"curtains"
- portishead- "portishead"
- nick cave & band seeds- "boatman´s call"
- the prodigy- "fat of the land"

28/10/07 8:44 da tarde  
Blogger M.A. disse...

Não acho, de forma alguma, que 2007 esteja a ser um ano fraco. Ainda assim, está longe de igualar a colheita de 1997.
Aqui ficam mais algumas segestões desse belíssimo ano:
- Supergrass "In it for the money"
- Super Fury Animals "Radiator"
- Eels "Beautiful freak"
- Teenage Fanclub "Songs from Northern Britain"
- Labradford "Mi media naranja"
- Daft Punk "Homework"
- Photek "Modus operandi"
- Roni Size "New forms"
...

29/10/07 8:58 da manhã  
Blogger strange quark disse...

O ano de 1997 foi de facto excepcional, até porque do lote de discos que apresentas destaco os seguintes 4: “OK Computer” dos Radiohead, “Ladies and Gentlemen We Are Floating in Space” dos Spiritualized, “Homogenic” da Bjork e “Too Many Days Without Thinking” dos Swell (esta devo-a a este blog). Os dois primeiros então, estão entre os melhores discos de sempre na minha lista. Quanto à afirmação de que damos mais atenção ao que é antigo, creio que isso resulta, em parte, de ter passado tempo suficiente para termos digerido muita da música que fomos consumindo. Isso e o facto de a realidade actual ser muito diferente de há 10 anos atrás. Assim como com a internet veio a sobrecarga de informação, o mesmo aconteceu com a música, e a urgência é tanta que parece que muito do que se produz musicalmente não consegue verdadeiramente soltar uma revolução (embora estas não aconteçam todos os dias). Acredito que hoje, cada um dos comentadores aqui “presentes”, ouviu mais música nos últimos 6 meses que em todo o ano de 1997. O tempo para digerir essa música é cada vez mais escasso, e não me venham dizer que se ouve música num mp3 numa viagem de comboio ou autocarro, enquanto se passeia a vista por um jornal. A música para ser bem ouvida requer concentração equivalente à que se tem quando se lê um livro. A minha forma de ouvir realmente um disco é sentado, com um olhar no infinito e tendo apenas a paleta sonora à minha frente emanada por um bom sistema (e de preferência no escuro). Precisamente para que nada nos distraia do que estamos a ouvir. Os dois discos elegidos acima prestam-se sobremaneira para isso, embora não conheça sequer metade da lista (em audição total, note-se).

29/10/07 12:05 da tarde  
Blogger paperdoll disse...

ah e não esquecer bran van 3000!

http://www.myspace.com/branvan3000official

eu adorava...

30/10/07 12:28 da tarde  
Blogger paperdoll disse...

oh já falaram, só agora vi. não faz mal :p

30/10/07 12:29 da tarde  
Blogger Joao disse...

ninguem se lembrou do Beck(as), com o seu Odelay?
mais umas malhas que, e apropriando-me da tua expressão, me acariciavam os ouvidos, e me faziam desbundar:
Spawn OST -que malha!!
the dwarves- the dwarves are young and good looking
man or astroman - 1000X
pavement - terror twilight
pigeonhead - the full sentence ou a versao remasterizada "pigeonhead's flashbulb emergency overflow cavalcade of remixes
Rollins Band - Come In and Burn (o melhor album!)
Smoke City - Flying Away (foi o disco do meu namoro na altura)
Jon Spencer Blues Explosion - Orange
há ainda um fantástico EP dos Sparks com Faith No More "This Town Ain't Big Enough For Us"

ahh e num registo diferente, John Williams editou em Cd, o "Star Wars - The Empire Strikes Back O.S.T." ::: um must!! :D

31/10/07 4:59 da tarde  
Blogger Hugo disse...

o odelay é muito jeitoso mas é de 96.

1/11/07 1:00 da manhã  
Blogger Nelson disse...

bem como o Terror Twilight que é de 99 e o Orange do Jon Spencer que é de 94!

1/11/07 1:51 da manhã  
Blogger O Puto disse...

PUTO (meu homónimo), não era minha intenção reforçar que o tempo escapa-se-nos entre os dedos.
Marcus Pessoa, Astronauta e Hugo, já classificava estes discos como muito bons ou excelentes na altura. Duvido que haja tantos discos deste ano que para incluir numa lista daqui a 10 anos.
Bebe, sejas bem aparecida. Beijinhos!
Gonn, achas mesmo que 1998 foi melhor que 1997? Dá aí uns exemplos.
Nelson, o melhor dos Stereolab foi mesmo o "Emperor Tomato Ketchup". O "Dots and Loops" deixou um pouco a desejar. O dos Divine Comedy é um mini-álbum. O dos Smog esteve quase, quase para entrar no mosaico, pois é um disco que gosto imenso.
Huguito, alguns discos dessa lista não são de 1997, mas de anos anteriores. Os discos do David Bowie e do Nick Cave desiludiram-me um pouco, comparados com os predecessores.
M.A., o disco dos Daft Punk também deveria ter entrado na lista. O dos Eels é de 1996.
Strange Quark, tens toda a razão. A superabundância e a pressão dos dias de hoje impede-nos de disfrutar a música como ela merece.
Paperdooll, como pudeste ver, não me esqueci dos BV3000.
Joao, também ouvi imensas vezes a banda sonora do "Spawn". Curiosamente, nunca vi o filme.
Obrigado a todos pelos comentários e reparos.

1/11/07 2:51 da tarde  
Blogger amelinha disse...

realmente, quando há não sei quantos foruns neste momento a competir por terem música ainda não editada, alguma que só será editada em 2008, ler este post soa a saudosismos. a realidade é que há música que é intemporal, outra que é à frente para a sua época e só compreendida anos depois.
A realidade é que duvido que alguma vez se tenha ouvido tanta música como agora, o tempo em que tudo está quase em tempor real nas nossas casas. Não sei, no entanto, se se ouve música com a mesma atenção. parece tudo muito mais descartável e, talvez por isso, mais fraquito que há dez anos atrás.

1/11/07 5:20 da tarde  
Blogger M.A. disse...

Tal como tu, também nunca vi o "Spawn" mas, segundo algumas opiniões que li e ouvi, parece que não perdemos grande coisa :)))
Já o mesmo não se pode dizer em relação à banda sonora, que também ouvi vezes sem conta. Volta e meia ainda lhe dou uma atençãozita só para ouvir aquele tema dos Butthole Surfers com o Moby.
Bem sei que o disco dos Eels é de 96, mas só chegou à Europa em 97 (um caso semelhante ao de "Funeral"), daí tê-lo incluído nas minhas sugestões.

Abraço

1/11/07 6:20 da tarde  
Blogger gonn1000 disse...

Bons (e melhores) exemplos de 98? Cá ficam alguns: Massive Attack - "Mezzanine"; Garbage - "Version 2.0"; The Smashing Pumpkins - "Adore"; Placebo - "Without You I'm Nothing"; UNKLE - "Psyence Fiction"; Hole - "Celebrity Skin"; PJ Harvey - "Is This Desire?"; R.E.M. - "Up"; Morcheeba - "Big Calm; The Cardigans - "Gran Turismo"; Soul Coughing - "El Oso"; Eels - "Electro Shock Blues"; Air - "Moon Safari"; Marilyn Manson - "Mechanical Animals", etcetcetc... E dos tugas houve as estreias dos The Gift, Silence 4, Belle Chase Hotel ou Mãozinha, por exemplo.

2/11/07 12:04 da manhã  
Blogger Carreira disse...

Corroboro a selecção efectuada.

2/11/07 2:18 da manhã  
Blogger Wellington Almeida disse...

Eu jurava que Bjork e Portishead eram de 98 mas enfim, metia aí também version 2.0 dos Garbage.

Teu blogue continua uma enciclopédia para quem quer descobrir boa (e nova)música. Abraço ;)

2/11/07 10:41 da tarde  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Boa safra, sem dúvida! Tanto é que ainda hoje nos preenche parte do nosso tempo. Mas é como alguém dizia... em 2017 se calhar estaremos a falar dos discos de 2007..., por pior que se possa dizer hoje. :)

Hugzz!

5/11/07 1:12 da tarde  
Blogger Vieille Canaille disse...

Desculpa, mas eu acho que o que escreveram é muito saudosismo e nostalgia. Há dez anos eu comprei alguns dos álbuns da lista (fartei-me de ouvir, à conta de "OK Computer", que os Radiohead eram os maiores, os novos Beatles, etc), e de facto alguns são mesmo geniais, como o o próprio "Ok Computer", por exemplo, ou o dos Spiritualized, (achei o álbum dos The Verve uma merda... aliás, os The Verve são uma merda!), mas 2007 também tem bons discos a sair, como é exemplo disso, o "Close To Paradise" do Patrick Watson, o "Boxer" dos The National, o "Kala" da M.I.A., o "White Chalk" da PJ Harvey, ou o "Lady's Bridge" do Richard Hawley. Ás vezes também tenho ataques de revivalismo, mas isso passa! :)

5/11/07 4:22 da tarde  
Blogger Joao disse...

pois, a cena das datas das edições é um tanto ou quanto estranho.
na minha lista, tenho uma coluna com a data, supostamente, da edição do album e que vem sempre na back cover ou no próprio cd. agora se ele sai na Europa com data diferente do original, se este vier dos EUA ou do Canada, isso são politiquices.

quanto ao Spawn, the movie, vi e posso dizer que é um pouco.. hum.. bosta! tem alguns bons efeitos e mais nada. mesmo a banda sonora não se "sente" durante o filme.

lembra-me o "Judgment Night", cujo filme não vi, mas segundo me contaram, não vale o tempo que se perde a visionar. já a banda sonora...

8/11/07 10:21 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home