{ background: black }

terça-feira, janeiro 08, 2008

Yeasayer – All Hour Cymbals (2007)

 pelO Puto 



Este insuspeito quarteto de Brooklyn editou, em finais do ano passado, um trabalho deveras intrigante. Com um título proveniente de uma frase com parónimos (“All Our Symbols”), questionam o mundo e o estado das coisas utilizando temas que por vezes parecem cânticos, pois estas letras provavelmente encerram algo de religioso.
Partindo de uma matéria sonora próxima de outras bandas suas conterrâneas, como os TV On The Radio ou os Animal Collective (para essa analogia muito contribuem os jogos de vozes, por vezes), vão progressivamente incorporando elementos ao longo do disco que dirigem o registo para uma sonoridade mais étnica, com similaridades geográficas com o Norte de África, o Médio Oriente ou a Índia. Ou seja, utilizam as estruturas da pop e o músculo do rock, diversificam e ramificam os ritmos, muito por ajuda das abundantes percussões, acrescentam-lhe camadas de sintetizadores e teclados, entoações gospel, instrumentos e sons menos usuais para criar uma sonoridade complexa porém assimilável, com momentos de grande beleza e contemplação, bem como acessos de experimentação e psicadelismo. Recordam algumas fases da carreira de David Byrne, chegando mesmo o timbre de Chris Keating a aproximar-se do ex-vocalista dos Talking Heads, confrontando sonoridades distantes numa associação paradoxalmente coesa.
Este cocktail inusitado estabelece os Yeasayer no panorama de bandas que partem de terrenos convencionais pop/rock e estabelecem novas estéticas musicais, esticando os limites neste mundo multidimensional. E fazem-no com estilo, exuberância e espiritualidade.
Sítio oficial dos Yeasayer
Yeasayer no MySpace
Amostras: 2080 | No Need To Worry | Many Waves

5 Comments:

Blogger Kraak/Peixinho disse...

Eu acho este álbum fabuloso! É um daqueles que não tive tempo para avaliar em fins de 2007. Seguramente no meu Top 2007 em 2008. Há um tema particular, "2080", que me deixa maluco! :)

Hugzz!

10/1/08 12:04 da manhã  
Blogger M.A. disse...

Não sei porquê, mas ainda não me convenceram totalmente. Nos melhores momentos têm muito de Animal Collective. E isso não propriamente uma novidade...

10/1/08 8:00 da tarde  
Blogger strange quark disse...

Aqui está um dos exemplos que conto ouvir com atenção nos próximos tempos... 6 dos temas do álbum convenceram-me a desapertar os cordões da bolsa...

14/1/08 11:42 da tarde  
Blogger Wellington Almeida disse...

Ainda não fui apanhado pelo disco... e ja sabes que os Portishead estarao poraí perto de ti?

18/1/08 9:00 da tarde  
Blogger Hug The DJ disse...

É um grande disco!

(excelente a tua apreciação)

:)

23/1/08 3:30 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home