{ background: black }

quinta-feira, julho 19, 2007

Modest Mouse - We Were Dead Before The Ship Even Sank (2007)

 pelO Puto 



Ando a acumular pontos negativos. Depois dos Shins, dos Pavement, dos Blonde Redhead e outros que tal, os Modest Mouse são mais uma banda que descobri passados vários discos. Mas iniciei-me bem, pois o disco anterior, com o título fabuloso de “Good News For People Who Love Bad News”, é um compêndio de excelência, e resulta do apuramento de 10 anos de carreira. O que só recentemente me apercebi foi do sucesso que o disco teve no público, principalmente o norte-americano. Não admira, portanto, que o novo disco tenha entrado directamente para o lugar cimeiro do top de álbuns da Billboard na semana de lançamento.
A principal diferença entre “Good News…” e “We Were Dead…” reside na focalização deste último. O anterior disparava em várias direcções, evidenciando influências dos Pixies, Pavement, Sonic Youth, Tom Waits, Talking Heads ou Flaming Lips. Neste último a sonoridade centra-se mais no indie rock com pinceladas de pós-punk e lo-fi, contando ainda com uma presença subtil do alternative country. A voz de Isaac Brooks está mais indomada, com os habituais risos e acessos nervosos, em contraste com o tecido instrumental frequentemente contido. O jogo de guitarras aqui acentua-se mais (para isso contribui Johnny Marr, agora membro da banda), mas a secção rítmica demarca-se e os arranjos de cordas estão mais presentes. James Mercer, dos Shins, também colabora em três faixas. Apesar disso, parecem menos ousados que no registo anterior, jogando com a familiariedade em prol da extravagância ou de algum experimentalismo. Será o único pecado do disco, porque aqui se contam verdadeiras pérolas (o single “Dashboard” é disso bom exemplo) e o disco funciona com um todo, não sendo demasiadamente longo.
Este é o problema das bandas que elevam demasiadamente a fasquia. Tudo o que situa abaixo disso soa a desilusão. Apesar de estar perante um bom disco, tenho esperança que cresça com o tempo.
Sítio oficial dos Modest Mouse [1]
Sítio oficial dos Modest Mouse [2]
Modest Mouse no MySpace
Videoclip oficial de "Dashboard"
Videoclip vencedor de "Fire It Up"
Videoclip vencedor de "We've Got Everything"
Amostras: Florida | Fly Trapped In A Jar | Little Motel

8 Comments:

Blogger Frankenweenie disse...

no meu ver a contribuição de johnny marr deu frutos.contudo também esperava mais(devido em parte à colaboração de Marr...confuso!?).Limita-se a ser um álbum agradável o que nos dias que correm já não é mau.

http://frankenweeniegoestohollywood.blogspot.com/

19/7/07 11:04 da tarde  
Blogger joao disse...

i) nunca fui muito a bola com estes modest mouse. na minha opiniao, batem-se em demasia ao pop facil e parcam na creatividade. com este single, ve-se que continuam pelo mesmo caminho
ii) pior do que tudo, tocam vezes e vezes e vezes sem conta, sendo quase tao dificil escapar aos seus singles como a musica brasileira numa passagem de ano de mau gosto
iii) so de pensar na linha na guitarra daquela musica float on da-me arrepios

20/7/07 4:06 da manhã  
Blogger huguito disse...

Por acaso já tenho este album faz algum tempo...talvez um mês.Já o ouvi umas 3 ou 4 vezes, e como tu disses-te e bem, também a mim me soa a várias influências dessas bandas, mas ainda não me cativou muito...não desgostei,tendo até ficado no ouvido com duas músicas que gostei á primeira, mas se calhar tenho de ouvir mais vezes. Quanto aos trabalhos anteriores, não conheço muita coisa.

20/7/07 10:26 da manhã  
Blogger O Puto disse...

Frankenweenie, não penso que a presença do Johnny Marr seja assim uma mais-valia estrondosa, apesar de ser valiosa. Basta ver o caso dos The The.

Joao:
i) Tenho pena que não gostes dos Modest Mouse. Aquela voz do Isaac Brock soa tudo menos a fácil, apesar de pensar que este disco é mais acessível.
ii) Por aqui não passam muito, penso eu, pois ouço pouca rádio. A única vez que ouvi os Modest Mouse fora de casa ou do carro foi uma vez no Incógnito.
iii) A malha de guitarra do "Float On" é muito boa. Espero que esses arrepios que sejam de prazer. ;)

Huguito, tens que ouvir, pelo menos, o "Good News...".

20/7/07 10:39 da manhã  
Blogger Shumway disse...

Não te culpabilizes com as descobertas tardias. :)
Música de boa qualidade nunca é tarde para se descobrir.
Eu próprio só descobri os The National em 2005 ao terceiro disco.
Em relação a este disco, como dizes, parece mais acessivel, e também mais repetitivo, certamente devido a essa falta de experimentação que caracterizava os discos anteriores.

20/7/07 11:10 da manhã  
Blogger M.A. disse...

Faço minhas as palavras do Shumway no último parágrafo. De tão repetitivo que é, este disco cansa um bocado e acabamos por ficar com a impressão que é demasiado longo.
Mas, ainda assim, não é de forma alguma um mau disco e tem algumas grandes canções.

20/7/07 8:29 da tarde  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Também gosto do disco, embora não considere um excelente trabalho. Concordo com o Shumway e o M.A.: o disco é um pouco repetitivo, mas ouve-se muito bem. Acho que "Dashboard" é um dos temas do ano :) Yuppii!

Se me permites a sugestão, um apontamento para um álbum mais antigo: 'The Moon & Antarctica' é excepcional!

Hugzz!

30/7/07 1:35 da tarde  
Blogger Rodrigo Jacques disse...

Legal seu post, deem também uma olhada no nosso em http://nerdwiki.com/2014/01/09/modest-mouse/ Obrigado.

22/1/14 12:14 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home