{ background: black }

segunda-feira, janeiro 31, 2005

Starlux - I've Been There (2005)

 pelO Puto 


A primeira edição de 2005 da Bor Land (em conjunto com a Skud & Smarty Records), uma das mais activas editoras independentes portuguesas, é também o primeiro registo de um projecto nascido há quase 10 anos. Após vários ensaios carregados de composição e improviso, denominados "sessões azuis", algumas gravações de estúdio que visavam reconstituir em registo essas sessões e a desactivação temporária da própria banda, os Starlux ressurgiram para gravar o seu EP de estreia.
Apesar da sua curta duração, este EP apresenta-nos uma banda com um som característico, a sugerir algo próximo das ambiências dos Galaxie 500, com os seus temas simples e aéreos. Os órgãos, as guitarras simplificadas, os jogos de voz, as percussões, a melancolia, tudo faz vaguear a memória e esboçar um sorriso a quem era fã da ex-banda de Dean Wareham (actualmente nos Luna), Naomi Yang e Damon Krukowski. A canção que abre o registo, para além de ser a melhor, é aquela em que as referências abrangem maior território: lembro-me também dos Yo La Tengo ou até My Bloody Valentine. Ou não fossem os Galaxie 500 um dos precursores do shoegazing e do slowcore.
A Bor Land tem um plano de edições recheadíssimo para este ano: nada mais que 12 discos, onde se incluem o 2º álbum de Old Jerusalem, álbuns de The Unplayable Sofa Guitar e The Astonishing Urbana Fall, o disco de remisturas dos albicastrenses Norton e a compilação que comemora o 5º aniversário de editora.
O programa Sons Semi-Marginais, apresentado pelo autor deste blog, promete continuar a acompanhar as edições desta editora exemplar.
http://www.bor-land.com/
http://www.skudandsmarty.com

5 Comments:

Blogger gonn1000 disse...

Tenho ouvido falar (bem) desse projecto, só resta mesmo conhecê-lo. E graças a ti mais gente vai conhecer os Starlux:)

31/1/05 6:09 da tarde  
Blogger lyric disse...

Já ouvi e é mais uma pérola da Bor Land... muito bom mesmo :)

1/2/05 8:57 da tarde  
Blogger souljacker disse...

Estive com ele na mão, ouvi-o pouco atentamente, mas pareceu-me ser bastante interessante...
Na altura estava a tocar outro dessa mesma editora que me chamou mais a atenção: "Rose Blanket" - também muito bom. A ouvir com atenção.

2/2/05 3:25 da tarde  
Blogger O Puto disse...

Tenho pena por ainda não ter feito um comentário ao disco dos Rose Blanket, apesar de o passar no programa de rádio. É um bom disco, com sonoridades diversas.

4/2/05 1:06 da manhã  
Blogger mPm disse...

este EP consegue me acalmar de uma forma muito boa de se sentir, gostei bastante deste EP e espero o album.

quanto a Rose Blanket, tenho que ouvir pois não conheço.

abraços

17/11/05 11:52 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home