{ background: black }

quarta-feira, dezembro 21, 2005

Animal Collective - Feels (2005)

 pelO Puto 


Mais um disco mutante dos AC, que desta vez presenteam-nos com uma certa acessibilidade, tão apregoada por aí, que já tinha sido iniciada com "Sung Tongs". Não deixa de ser um objecto estranho, de difícil digestão, mas esse é o preço a pagar por um certo desbravamento e alienação de costumes musicais.
Claramente menos acústico que o seu antecessor, mas nem por isso menos folk ou menos psicadélico, permite, através da exploração da electricidade e de um maior número de membros, um alargamento, consciente ou não, a mais correntes e referências, encorporando-as no caldeirão como especiarias do melhor lote. Por aqui parecem ouvir-se os Beach Boys, os Mercury Rev ou até os My Bloody Valentine, em fracções mais ou menos dispersas, e por vezes num só tema. Conjugam na perfeição a dissonância e a melodia, amarrotando conceitos para depois os consertarem, numa espécie de convergência inesperada. Em "Did You See The Words" e "Grass" é impossível ficar indiferente à oportunidade de assimilação que nos é auferida. Nos temas mais ambientais, alguns deles bem deliciosos, os quais dominam a segunda metade, conseguem uma aproximação mais convencional (excepto na duração), mais despojada, parecendo domesticar a esquizofrenia da densa primeira metade, mas no final ("Turn Into Something") o animal é solto novamente. Tornei-me zoófilo, mais uma vez.
http://fat-cat.co.uk/fatcat/artistInfo.php?id=53
Amostras: Did You See The Words | Grass | Daffy Duck

18 Comments:

Blogger Kraak/Peixinho disse...

Puto, este CD é excelente. É como dizes uma mistura de sons de vários quadrantes em que ficas parado a tentar captar como é que tamanha diversidade pode ser mixed numa só música. "Did you see the words" e "Grass" são músicas para figurarem numa Top Track qualquer espalhada por este mundo... Tive pena de perder o concerto este ano na ZdB o qual foi do outro lado do Tejo :)

Hugzz colectivos

21/12/05 2:36 da tarde  
Blogger My_Little_Bedroom disse...

Devo ser o único deste mundo que ainda não captou a beleza afamada deste disco senão em "Grass".
Mas não vou desistir!

21/12/05 3:13 da tarde  
Blogger Hebe disse...

Logo no início gostei de "Banshee beat" e de "Grass"... as restantes canções ainda estou a assimilar!

21/12/05 3:43 da tarde  
Blogger O Puto disse...

Aviso que este disco apenas ganha encanto após audições sucessivas, hábito que é raro num consumo exacerbado de música que pouco se presta a mais que uma audição. Sem dúvida que os 2 primeiros temas são um bom chamariz.
My_Little_Bedroom, não és o único. Conheço muito boa gente que não apreciou o álbum.

21/12/05 3:55 da tarde  
Blogger Hebe disse...

PUTO: Audições sucessivas??? Eu diria SUPRA-SUCESSIVAS! LOL

21/12/05 4:52 da tarde  
Blogger o terceiro homem disse...

Mas são os discos que nos obrigam a várias audições que acabam por se revelar, muitas vezes, os que tem mais encanto.

21/12/05 7:51 da tarde  
Blogger Sunday Morning disse...

Banshee beat é a minha favorita, tive a oportinidade de ve los ao vivo

21/12/05 9:59 da tarde  
Blogger ana disse...

Ainda só ouvi as músicas que se podem ouvir no site da FatCat... A "Turn into someting" acho fantástica.

22/12/05 12:09 da manhã  
Blogger O Tipo disse...

Continuo a não perceber o hype criado à volta deste álbum...está no meu top 10 dos álbuns mais irritantes que ouvi este ano (e até gostei do sung tongs)

22/12/05 9:26 da manhã  
Blogger Hebe disse...

SUNDAY MORNIG: Sortudoooooooooo(A)!!!!!

22/12/05 10:35 da manhã  
Anonymous xana disse...

Para mim os Animal Collective foram simplesmente surpreendentes ao vivo, com um som muito poderoso, muito sónico, muito mais do que penso que se poderia e esperar.
O sung tongs tinha mais elementos acústicos era mais orgâncio, e com apenas algumas audições de feels, dexei-me mesmo surpreender pelo concerto.
Fiquei entusiasta da banda, o concerto teve o impacto de um tremor de terra e serviu de catalizador para audições sucessivas do feels.

É bom quando se encontra um disco/uma banda assim, que tenha este efeito sobre nós. Marcou o meu ano musical e por isso resolvi deixar aqui o meu registo.

P.S.: Convido-vos a partilharem experiências sememlhantes com os vossos albuns/concertos do ano. mais do que escolher um top do ano é bom saber e explicar porquê.

P.S.: Compreendo perfeitamente que a música deles provoque reacções de amor/ódio, entusiamo/irritação, por isso não vale a pena "pegarem" comigo por aí ;)

22/12/05 11:15 da manhã  
Blogger The Boy with the thorn in his side disse...

O melhor álbum deles para mim! Encontram um certo equilíbrio musical, não presente em álbuns anteriores em que a sua música é demasiado "cerebral" para ser levada a sério! O que não acontece neste! É o único álbum deles que não me irrita!

22/12/05 11:47 da manhã  
Blogger Hebe disse...

XANA: Para mim é difícil escolher um único álbum de 2005.

Fiz uma escolha de alguns que mais gostei:
ARCADE FIRE - funeral
FRANZ FERDINAND - you could have it so much better
LADYTRON - witching hour
ANTONY AND THE JOHNSONS - i am a bird
LCD SOUNDSYSTEM - lcd soundsystem
SUFJAN STEVENS - come on feel the illinoise
BLOC PARTY - silent alarm
COLDER - heat
THE BRAVERY - the bravery
THE EDITORS - the back room

Mas de todos, escolher só um, é mt difícil!! Penso que os LCD SS foi o álbum que mais me fez pular, dançar, rir e viajar!

Os meus dois concertos deste anos foram:
1 - LCD no Festival Sudoeste... dançei feito uma doida!!! estava muito feliz por vê-los lá e ver o Murphy a andar de um lado pro outro e a fazer DJ SET, a sorrir pras pessoas, enfim.... é um querido. 2 - Outro concerto que para mim foi demasiado marcante, foram os Belle and Sebastian em Málaga (España). Numa sala menor que o Coliseu, mas linda, com decoração barroca, eles entusiasmaram o people que se levantou pra dançar... e mostraram algumas das novas canções.....Foi eletrizante!

Fiz anos semana passada e as duas músicas que marcaram os meus anos foram:
The bravery - an honest mistake
Bloc Party - Two more years

Penso que pra fechar o ano, é tudo!!!!

22/12/05 12:43 da tarde  
Blogger Spaceboy disse...

Este disco ée muito bom, um marco para o panorama musical de 2005. Estes gajos estão cada vez melhores!

22/12/05 12:52 da tarde  
Blogger My_Little_Bedroom disse...

Concordo inteiramente com O Tipo. Se me perguntasses em 2004 se os Animal Collective eram bons para mim, eu dizia-te que não. Mas no fim, após as tais audições sucessivas que tento sempre fazer de um álbum, digo-te: "You could win a rabbit" é daquelas canções!

Mas digo-te: hoje já assimilo melhor o álbum...não sei porquê...serão dias talvez.
Há uns meses era capaz de o deitar fora, mas agora prefiro guardá-lo e ouvi-lo.
É como dizia Nuno Galopim, talvez um pouco precipitadamente sobre uma lista discográfica em que os Art Brut foram os terceiros colocados que "Bang Bang Rock 'n Roll" passou ao lado de Portugal. Eu diria melhor: talvez o estilo dos Art Brut é complicado de assimilar. Tanto parecem heróis desta nova vaga como "apenas mais uns...". E digo-te: é um dos meus álbuns favoritos deste ano.

Cheers...

22/12/05 2:13 da tarde  
Blogger O Tipo disse...

É um grande álbum. O problema não é o facto de terem um estilo complicado de assimilar, pelo contrário, é mesmo o facto de serem genuínos, ao contrário dos sucedâneos indie/neo/pós/between/rock/and so on que pulularam este ano. É preciso muito mais do que fazerem ar compenetrado a tocar e debitarem banalidades...
and yes this my singing voice, it's not irony, it's not rock-and-roll...

22/12/05 2:27 da tarde  
Blogger Spaceboy disse...

Nesta questão dos Art Brut concordo inteiramente com o tipo, acho-os bem melhores que muitos outros que por aí andam na mesma onda, foram injustmente esquecidos.

22/12/05 9:24 da tarde  
Blogger Hebe disse...

Um bom Natal cheio de prendinhas musicais, cinematográficas e literárias..... Beijinhos e abraços à todos!

23/12/05 3:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home