{ background: black }

sexta-feira, dezembro 28, 2007

Norberto Lobo - Mudar de Bina (2007)

 pelO Puto 



O lisboeta Norberto Lobo, que já anteriormente tinha colaborado com os München, experimentalistas que jogam com o popular, explora a sonoridade da guitarra acústica nesta sua estreia a solo. Dotado de talento compositivo e de uma destreza técnica admirável, percorre várias referências geográficas e épocas para interpretar sete faixas originais, duas adaptações de temas populares (“Cantiga da Ceifa” e “Ó Ribeira”) e uma versão de Carlos Paredes (“Mudar de Vida”). Aliás, o extinto génio português, juntamente com Zeca Afonso, são os vultos lusos mais evidentes nas influências de Norberto Lobo. A complexidade dos arranjos, o cariz popular e a necessidade de inovação são os sinais que mais firmam essa suposição. Mas a tudo isto ainda se poderão incluir presenças subtis de outros cantos do mundo, nomeadamente alguma folk trovadoresca norte-americana (algumas nuances relembram Leonard Cohen dos primeiros tempos). Esta mescla saudável é acompanhada de uma vontade de inovação e de um intimismo que se quer partilhado, revelando uma ousadia em sonoridades aparentemente familiares. Tudo isto culmina não numa tentadora melancolia mas sim num belo aconchego.
Um disco gravado no estúdio, em casa e na rua (numa das faixas, curiosamente, ouve-se o cantar de um galo) que constitui uma das surpresas nacionais do ano, nascido das mãos e da capacidade criativa de um autor promissor.
Secção de Norberto Lobo na Bor Land
Norberto Lobo no MySpace
"Mudar de Bina" ao vivo na Sociedade Guilherme Cossoul
"Mudar de Vida" ao vivo na Sociedade Guilherme Cossoul
Amostras: Mudar de Bina | Festa do Fim da Folque | Laura

2 Comments:

Blogger Kraak/Peixinho disse...

Possivelmente um dos grandes álbuns nacionais de 2007! Ainda não preparei a minha lista do Top nacional. Tenho que o fazer. Tenho que o fazer. Tenho que o fazer.

Hugzz 'Tugas

28/12/07 11:40 da manhã  
Blogger antónio disse...

o Puto sempre atento, sim senhor!

um grande albúm de 2007, mas que tem tanto de bom como de resistência à entrada nos ouvidos da malta

abraço e bom 2008

30/12/07 11:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home