{ background: black }

terça-feira, agosto 02, 2005

Clap Your Hands Say Yeah - Clap Your Hands Say Yeah (2005)

 pelO Puto 


A primeira impressão que o disco dos debutantes CYHSY me provocou foi uma valente bofetada na cara. Não sei, mas há qualquer coisa nesta consistência desenfreada que me enebriou. Ok, back to Earth.
Caracterizados por uma atitude indie (edição de autor é só um dos sinais) e partindo dessa nascente, admitem como afluentes a folk psicadélica, a new wave, o alternative country e a pop cacofónica mas hipnótica. A voz de Alec Ounsworth, um som quase ininteligível, algures entre o miar de Thom Yorke e o anasalar de David Byrne (os CYHSY por vezes recordam os Talking Heads na sua melhor forma), poderá criar anticorpos a quem a ouve, mas é fulcral ao conjunto. E a energia? Joules e Joules que nos fazem vencer a gravidade, aliados a uma estética tão sedutora em que o prumo nunca se perde. Desde o apelo irresistível do folclore em "Clap Your Hands!" até ao excelente e elíptico "Upon This Tidal Wave Of Young Blood", não são só as mãos que batem palmas. Uma das estreias do ano!
http://clapyourhandssayyeah.com/
Amostras: Over And Over Again (Lost And Found) | Wave In This Home On Ice | Upon This Tidal Wave of Young Blood

5 Comments:

Blogger Spaceboy disse...

A primeira coisa que me veio à cabeça quando ouvi este disco foram precisamente os Talking Heads, que neste caso é muito positivo. Também o considero uma grande estreia!

2/8/05 12:59 da tarde  
Anonymous Palu disse...

Totalmente de acordo. É uma grande estreia e existem pontos de contacto com o melhor dos Talking Heads. Gostei muito.

2/8/05 7:09 da tarde  
Blogger A.C. disse...

Uma estreia tão prometedora que quase assusta: o ouvinte...e a banda (terá agora o encargo de prosseguir nesta linha para o futuro - serão capazes?).
Um grande disco, sem espaço para reticências.

5/8/05 8:03 da manhã  
Blogger antónio disse...

#é um regresso ainda enrolado e em solavancos... um pequeno texto sobre revolução. Imaginem uma seringa dos genéticos e a morfina rejuvenescedora... e subitamente, qual fábrica dos alfa e beta de Huxler, rebenta em 2005, um pujante David Byrne e berrantes "NeoCabeças Falantes"...#


+++++ ==> Intervenções

5/8/05 2:39 da tarde  
Blogger musikfreak disse...

Gosto muito desta particulariedade de divulgarem músicas no sidebar de modo a podermos ouvi-las com mais atenção e dentro da nossa disponibilidade a partir do momento em que "fazem parte do nosso PC e aumentam a nossa colecção musical"! Não conhecia este grupo e concordo que fazem lembrar muito David Byrne no seu melhor. Obrigada por mais esta descoberta!

10/8/05 10:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home