{ background: black }

terça-feira, junho 27, 2006

Metric - Live It Out (2005)

 pelO Puto 



Emily Haines e Jimmy Shaw são colaboradores do supercolectivo Broken Social Scene (estarão presentes na próxima edição do Festival Paredes de Coura). Existe um aparente contraste entre as duas bandas: os BSS praticam um free rock e os Metric uma pop calculista. Mas, no fundo, há um master plan por trás de cada faixa, mais evidente nos segundos.
As texturas meticulosamente planeadas e a métrica aplicada a cada faixa são regra e método para os Metric. Este conceito foi explorado no primeiro disco, mas este segundo esforço refina as melodias pop e a produção reforça todo o trabalho de redacção musical e harmonia. A voz segura de Emily escorre como mel nas malhas complexas de guitarra de Jim, os teclados soam deleitosos em certas faixas (ouça-se "Glass Ceiling", "Portrait of a Girl" ou "The Police and the Private" para confirmar), tudo sobre a competente secção rítmica. Os temas variam entre a crítica social e a pessoal, a introspecção e a extroversão, a sensualidade e a frieza. O resultado é perfeito demais para ser perfeito. É humano, tal como, em última instância, a matemática.
Se os Garbage se preocupassem menos com a produção e mais com a composição, ou se os Cardigans fossem mais pujantes e versáteis, talvez fizessem um disco assim.
http://www.ilovemetric.com/
http://www.myspace.com/metricband
Amostras: Glass Ceiling | Too Little Too Late | Poster Of A Girl

8 Comments:

Blogger TATO disse...

Já viste o video dos metric no blog xanax? Sem rede e com provavel ressaca num jardim no Texas, SWSX, grande miss Emily.
Glass ceiling

29/6/06 9:18 da manhã  
Blogger Ivan disse...

Pra quem gosta de Garbage e Cardigans como eu, fiquei instigado.

29/6/06 2:43 da tarde  
Blogger Boa disse...

Tive o primeiro contacto com eles no filme "Clean" onde actuavam ao vivo num pequeno clube. Na versão DVD dão uma entrevista nos extras, assim como o Tricky que tb tem a sua participação no mesmo.
Como sempre a procura leva a outros. Por isso posso dizer que foram também os responsáveis por "encontrar" os broken social scene que tb são fantásticos. Pena não poder ve-los em Paredes de Coura, mas outros valores mais altos se levantam.

1/7/06 9:41 da manhã  
Blogger truman disse...

Tens de passar umas musicas quando for aí á "espontanea", porque realmente não conheço nada deste grupo...

4/7/06 10:33 da manhã  
Blogger O Rapaz Nódoa disse...

Completamente diferente de Broken Social Scene... Mas gostei bastante da sonoridade desmultiplicada.

5/7/06 1:35 da manhã  
Blogger The Man Next Door disse...

Desconhecia a banda mas fiquei a conhecê-los há 2 semanas atrás no Wireless Festival em Leeds e o concerto deixou-me muito curioso, a ponto de ir conhecer melhor os seus trabalhos. Sei que as bandas não estão próximas mas a melodia inerenta às explorações instrumentais dos Metric fez me pensar em Placebo :S

6/7/06 1:42 da manhã  
Blogger Ivan disse...

Ouvi este disco ontem, apenas uma vez. Achei bem bacana. Não tem um parentesco com o Pinback?

15/8/06 7:57 da tarde  
Blogger Nini disse...

Metric eh bomba.. Grd sonoridade!! Amei este album. a minha sugestao: Combat Baby

17/10/06 4:15 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home