{ background: black }

terça-feira, janeiro 09, 2007

Músicas escondidas

 pelO Totó 



Com o aparecimento do CD surgiu uma invenção curiosa: a faixa escondida. Em alguns álbuns, quando termina a última música do CD, a faixa fica silenciosa durante uns minutos, e eis então que surge essa música extra. É uma invenção fútil e por isso interessante. O CD possibilita um tempo extra de duração em relação ao vinil mas a maioria das bandas continua a lançar álbuns com dez, doze músicas no máximo, com uma duração média de 4 minutos. São raras as bandas que aproveitam essa capacidade que sobra para oferecer material extra, sejam vídeos ou entrevistas. Porquê aproveitar então para esconder uma música? - a primeira explicação que me surge é a de que essa música não faz sentido junto das outras músicas do álbum, a segunda é de que não estará ao nível das outras músicas mas por alguma razão alguém decidiu editá-la. Outra pergunta que se poderá fazer é se provoca o efeito surpresa pretendido. Com o vinil não haveria possibilidade de alguém levantar a agulha sem reparar que o álbum não tinha acabado. Parece também à partida pouco provável que alguém pare o CD depois da última música oficial sem reparar que ainda rodava. No entanto já me aconteceu várias vezes, por distracção ou inércia só descobrir a faixa escondida ao fim de algumas audições de um CD. Ontem aconteceu-me novamente com o CD dos I'm from Barcelona. Depois de ouvir mais uma vez deliciado aquelas letras infantis e uplifting surgiu uma faixa escondida (a única cantada em sueco) e percebi finalmente que se trata apenas de um acto de afecto e agradecimento de uma banda a quem ouviu o seu disco.

22 Comments:

Anonymous Marcus disse...

Alguns poucos discos de vinil tinham faixas escondidas, mas não havia o efeito surpresa desejado, já que a pouca metragem não permitia um hiato de silêncio suficientemente grande.

Lembro especificamente do lado A de "Boy", do U2, e de "Revenge", dos Eurythmics.

Uma faixa escondida que me deu susto foi a de "Mellow Gold", do Beck. E uma escolha que eu achei equivocada foi a de "Hymn for Her", dos Magic Numbers, que é a melhor música deles, e ficou apenas como faixa escondida no álbum de estréia.

10/1/07 12:42 da manhã  
Blogger O Totó disse...

Obrigado pela correcção Marcus. Desconhecia casos de faixas escondidas em discos de vinil. Um abraço.

10/1/07 10:34 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Queria também deixar aqui a referência a, pelo menos, dois discos de vinilo de Fausto, editados a seguir ao "Por Este Rio Acima" que continham uma faixa dessas, por puro gozo, nada mais.

Um Abraço

10/1/07 10:59 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

lembro-me bem dessa faixa do disco do Fausto, que tinha no máximo 30 segs. e incluía a frase "eu sou um português que limpa o cú ao papel". Era hilariante, no género "humor Borat", porque vinha a seguir a uma canção longuíssima, com coros, orquestrações e poemas declamados "à la" Teatro Nacional D. Maria II :) Ainda gostava de saber se essa faixa foi mantida na edição em CD.

A faixa escondida que mais tempo me levou a descobrir foi a que vinha no Second Coming, dos Stone Roses. o CD trazia 99 faixas, que a partir da 13ª eram 4 seg. de silêncio cada uma. Mas lá para a 70 ou 80 e tal havia uma canção, por sinal bem fraquinha. Durante anos pensei que fosse um defeito de prensagem e parava sempre o disco.

10/1/07 4:59 da tarde  
Anonymous daniel disse...

Estava aqui a fazer um esforço mas não me consegui lembrar de quem era uma música escondida antes da primeira música num cd... Isto é, quando se iniciava a audição da primeira música, "puxa-se" o cd atrás e voilá...

10/1/07 6:02 da tarde  
Blogger myself disse...

Lembro-me de pelo menos de 2 cds cuja faixa escondida é antes da 1, a banda sonora dos X-files com 2 faixas do Nick Cave (salvo erro) e o segundo álbum dos Lamb...é engraçado pois é daquelas que só se descobre por mero acaso ou nunca se descobre.

10/1/07 6:36 da tarde  
Anonymous M.A. disse...

"Think Tank" dos Blur e "Das Capital" de Luke Haines/The Auteurs também têm faixas escondidas antes da 1ª faixa. No segundo caso é um medley de algumas canções em versão orquestrada. Das faixas escondidas no final do disco, há duas que considero emblemáticas: os temas escondidos nos álbuns "Nevermind" e "In Utero" dos Nirvana que, na altura, eram uma espécie de bónus das edições em CD.

10/1/07 7:26 da tarde  
Blogger O Puto disse...

A primeira vez que constatei tal invenção foi no "Nevermind", dos Nirvana.
Benvindo de volta ao blog, amigo! Abraço!

11/1/07 2:32 da manhã  
Blogger PO disse...

As duas músicas escondidas mais emblemáticas para mim são um "blues" manhoso no final do Cão de Ornatos Violeta e a música escondida no final do Dookie dos Green Day (i was alone... i was out of myself... alguém se lembra?)

11/1/07 9:53 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Esta da faixa surpresa antes da 1 é novidade para mim! Acho que vou dar uma volta aos meus CDs... :-\ É o tipo de camuflagem musical sem qualquer hipótese de ser feita num vinilo.

11/1/07 2:12 da tarde  
Blogger Ivan disse...

Essa da faixa escondida antes da primeira, no Think Tank do Blur é uma novidade. Tempos atrás até gravei o CD no HD do computador e esta faixa certamente não apareceu. Mistério.

11/1/07 5:37 da tarde  
Anonymous M.A. disse...

Uma faixa escondida de que também gosto muito vem no álbum "Troublegum" dos Therapy?. É uma versão curta do tradicional "You are my sunshine" e é bem bonita!

12/1/07 12:37 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

O "In a Service Station" dos Kiss My Jazz não tem uma, mas sim 9 faixas escondidas antes da 1a música! É quase um álbum extra!

12/1/07 1:58 da manhã  
Blogger maria disse...

Um caso de uma faixa escondida antes da primeira é no Radio Soulwax, o único disco oficial dos 2 many djs, um mashup da Kylie Minogue...
Quanto às hidden tracks do fim do disco, a minha preferida é na banda sonora do Lost in Translation, o Bill Murray a cantar o More than this no karaoke... é pena não terem posto também a Scarlett Johansson a atacar os Pretenders.

12/1/07 12:26 da tarde  
Blogger innocent bystander disse...

o AM/FM dos Gift também tem o «fácil de entender» antes da 1ª!

12/1/07 8:55 da tarde  
Anonymous Daniela Mann disse...

Por acaso também já tinha reparado nessas faixas escondidas que me fazem acreditar que valeu a pena o dinheiro investido! eh eh eh
Abraços da Daniela

14/1/07 10:08 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

É a 1ªvez que aqui venho, mas sou gajo de ficar um visitante assíduo.
Passem no nosso blog, comentem e votem no melhor fime do ano.
http://www.falcaoecomparsas.blogspot.com/
Obrigado!

15/1/07 1:21 da manhã  
Blogger gla disse...

Oi,visito sempre o blog, mas nunca comento pois acho q só escrevo bobeira. Mas dessa vez tenho uma dúvida: o albúm Acústico MTV Kid Abelha, possui, depois de uns cinco minutos, ao final da última faixa aPaula fazendo uma "cançãozinha" de dois versos.Isso é algo escondido, como uma faixa apesar de não ser?
Abraço

15/1/07 2:39 da manhã  
Blogger Lid disse...

No 'Nevermind' tem uma faixa escondida?? Vou verificar qdo chegar em casa... rs
Lembro de ter uma faixa escondida do Nirvana no álbum 'In Utero'. ;)

15/1/07 1:41 da tarde  
Anonymous astropastor disse...

Há algumas faixas escondidas, que deixaram marca. Uma que me deixou uma bem negativa, foi uma versão pavorosa da Sweet Dreams dos Eurythmics, que estava no final do álbum "The Beat Diaries" dos Freaks.

16/1/07 1:30 da manhã  
Blogger joao disse...

tambem existem cds onde a musica escondida esta antes da primeira. basicamente, mete-se play, depois rewind, e voila

16/1/07 11:24 da tarde  
Blogger Ramon disse...

Faltou dizer um dos mais míticos, até porque terá sido, segundo consta, o primeiro. E foi em vinyl. Em 1967, os 4 fabulosos de Liverpool lançam Sgt. Peppers, e entre outras inovações mais ou menos importantes, colocam um final escondido no disco. É claro que devido às limitações do vinyl, o hiato de tempo é de apenas 10 ou 20 segundos... Mas lá está, depois de descoberto, é fácil copiar!

12/2/07 3:07 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home