{ background: black }

terça-feira, agosto 12, 2008

Gnarls Barkley - The Odd Couple (2008)

 pelO Puto 



Quando, há cerca de dois anos, o duo formado pelo cantor Cee-Lo Green e pelo produtor Danger Mouse incendiou as pistas de dança e as rádios com “Crazy”, muitos pensaram que se tratava de um fenómeno passageiro. Constatou-se, com o álbum “St. Elsewhere”, que o talento emergente desta associação tinha pernas para andar. De mãos dadas com as canções com charme estava uma certa ousadia experimental, notavelmente a nível rítmico e com certos terrenos pisados pela voz de Cee-Lo.
No novo registo, injustamente ignorado por tantos, comprova-se a promessa. O Odd Couple faz juz ao seu nome e oferece um compêndio mais coeso e homogéneo, ou seja, menos esquizofrénico que o anterior, mas onde a melodia e a bizarria continuam de mãos dadas. Não haverá aqui um hit imediato como “Crazy”, mas há mais temas que aspiram a esse patamar (“Going On”, “Run”, “Open Book”, “Surprise”, “Blind Mary”) e algumas baladas ao melhor nível soul (“Who’s Gonna Save My Soul”, “No Time Soon”, “A Little Better”), tudo muito bem servido com ritmos demarcados, diversos e cativantes (piscando novamente o olho à old school), samples sabiamente escolhidos e uma métrica perfeccionista.
Este segundo álbum é um exercício adulto de pop, aparentemente sem trejeitos nem pretensões, onde convivem harmoniosamente a soul, o hip hop, o funk e o jazz de uma forma contemporânea e, até certo ponto, vanguardista.
Sítio oficial dos Gnarls Barkley
Gnarls Barkley no MySpace
Videoclip de "Run (I'm A Natural Disaster)"
Videoclip de "Going On"
Videoclip de "Who's Gonna Save My Soul"
Amostras: Surprise | Blind Mary | A Little Better

3 Comments:

Blogger The Nader disse...

O Timberlake no videoclip está hilariante!

17/8/08 10:35 da tarde  
Blogger debbie harry disse...

É uma sonoridade que habitualmente me cansa um pouco, mas gostei bastante do álbum, sobretudo da "Who's gonna save my soul", ficou-me mesmo no ouvido, à partida. Ainda não vi os vídeos.

25/8/08 2:28 da tarde  
Blogger PUTO disse...

"Este segundo álbum é um exercício adulto de pop, aparentemente sem trejeitos nem pretensões, onde convivem harmoniosamente a soul, o hip hop, o funk e o jazz de uma forma contemporânea e, até certo ponto, vanguardista." Estás a gozar... só pode!

Não acredito na sobrevivência deste projecto, nem sequer num possivel 3º albúm! A aposta foi colocada muito alta, após o sucesso de St. Elsewhere, e aqui vimos perfeitamente que é mais um lado B, com duas ou 3 canções bem feitas, ao género do hit, do que um albúm homógeneo, com uma estrutura definida.

Mas temos todos direito à nossa opinião, certo?

27/8/08 10:59 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home