{ background: black }

quarta-feira, outubro 11, 2006

Sonic Youth - Rather Ripped (2006)

 pelO Puto 



É-me extremamente difícil falar dos Sonic Youth. Mais que uma banda, são uma instituição do rock. Sei que isto é um cliché, mas este quarteto fantástico revolucionou a história da música popular, apostando numa origem niilista e fazendo convergir as suas influências (punk, no wave, psicadelismo, krautrock) num som original e puro, livre de preconceitos e convenções, inovando e experimentando em novos campos onde a distorção das guitarras constitui a força criativa. Ao longo de mais de duas décadas, souberam dosear as veias experimental, lírica e melódica, servindo-se deste triunvirato causal e consequencial para elaborar o manual do que se tornaria o rock alternativo. Devido à sua coesão e recusa em cedências fáceis, o que solidificou o seu estilo, pode-se, com toda a segurança, apontar os Sonic Youth como a banda mais influente dos últimos 20 anos.
Durante a década de 80 (pode-se considerar a juventude propriamente dita) serviram-se da energia do punk para carregar os discos com adrenalina, sendo que o lado melódico viria progressivamente a ser trabalhado, atingindo um equilíbrio notável no seminal "Daydream Nation". Mesmo quando assinaram por uma major, após este álbum, mantiveram a autonomia criativa indispensável à sua evolução, o que é coisa rara neste tipo de mudanças. Os anos 90 foram de maior exposição, conservando o seu público de culto e conquistando novas audiências, graças a uma promoção eficaz. Apesar de um certo desequilíbrio em alguns dos álbuns desta década ("Dirty" e "Experimental Jet-Set, Trash and No Star" aproximavam-se de estruturas rock mais convencionais, "NYC Ghosts and Flowers" era irregular e pouco melódico), é inegável que o som deles é inconfundível. Já neste novo século lançaram dois discos gémeos, "Murray Street" e "Sonic Nurse", com mais divagações instrumentais, temas longos mas marcados por uma certa contenção. Nunca foram bandas de surpresas estrondosas nem de viragens a 180º, mas sempre nos conseguem espantar por uma série de pormenores mais ou menos perceptíveis.
Em 2006 voltam a impressionar com um disco que denota um certo corte com o passado recente e revela-se uma autêntica pérola. Os temas, mais pop, mais dinâmicos, menos contemplativos, revelam uma faceta melódica que, estando sempre presente, atinge aqui uma exposição sem igual. Kim Gordon e Thurston Moore cantam melhor que nunca (Lee Ranaldo tem direito a um tema), os ritmos de Steve Shelley apelam de um certo modo groovy, as guitarras estão mais harmoniosas e convergentes, a composição evidencia refinação e ao ruído é colocada uma trela, apesar de longa. Nunca abdicam da sua imagem de marca que, ao longo do tempo, foi esbatendo as suas fronteiras. Apesar de mais acessível, não deixa de ser uma experiência.
Não têm nada a provar, mas este resultado é mais uma prova do génio da banda e do seu estatuto (mais uma vez) incontestável.
[Afinal não foi assim tão difícil.]
Sítio oficial dos Sonic Youth
Sonic Youth no MySpace
Amostras: Reena | Incinerate | Rats

10 Comments:

Blogger joao disse...

bom texto, bom disco

12/10/06 6:17 da manhã  
Blogger O Tipo disse...

É mesmo um grande disco!

12/10/06 10:41 da manhã  
Anonymous Vitor disse...

Puto, temos gostos musicais muito parecidos, eh eh. Não é o meu Disco de Sonic Youth preferido. Mas até curti...
Tem piada porque o que tu ouves (ao contrário do que acontece com o Tipo)coincide imenso com o que oiço.

Keep on going.

Abraço
Vitor

12/10/06 11:50 da manhã  
Blogger truman disse...

Felizmente já o ouço há bastante tempo e adoro!!!...mas que se nota a tentativa de fugirem aós trabalhos anteriores, isso não há dúvida.Mas o resultado é super positivo, e só não muda...

12/10/06 4:45 da tarde  
Blogger HK disse...

"Experimental JET-SET, Trash, and no Star" -- pfff - Assim é que é!!!

Agora falhaste puto, redondamente, vou-te vergastar da próxima vez que nos encontrarmos :D

13/10/06 11:58 da manhã  
Blogger Ivan disse...

Discaço. Estão cada vez melhores.

13/10/06 6:29 da tarde  
Blogger Spaceboy disse...

Grande disco mesmo. Adorei.

14/10/06 6:28 da tarde  
Blogger Kraak/Peixinho disse...

Gostei muito deste álbum. Contrariamente ao que se lê por aí, tens toda a razão: os SY não têm nada a provar. O mérito é deles :)

Hugzz

15/10/06 2:29 da tarde  
Blogger Marsupilami disse...

Excelente texto de uma excelente banda! Sem dúvida nenhuma concordo contigo quando dizes, que é banda uqe mais influenciou todo o universo rock que por aí ouvimos, nestes ultimos 20 anos!
Para mim Sonic Youth é uma das melhores bandas de sempre!

17/10/06 5:11 da tarde  
Blogger Rock rola em Barcelos disse...

Alto blog.Fiquei a curtir!

21/8/07 7:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home